14 de set de 2013

Definição de Saudade


Como médico cancerologista, já calejado com longos 29 anos de atuação profissional (...) posso afirmar que cresci e modifiquei-me com os dramas vivenciados pelos meus pacientes. Não conhecemos nossa verdadeira dimensão até que, pegos pela adversidade, descobrimos que somos capazes de ir muito mais além.

 Recordo-me com emoção do Hospital do Câncer de Pernambuco, onde dei meus primeiros passos como profissional... Comecei a freqüentar a enfermaria infantil e apaixonei-me pela oncopediatria. Vivenciei os dramas dos meus pacientes, crianças vítimas inocentes do câncer. Com o nascimento da minha primeira filha, comecei a me acovardar ao ver o sofrimento das crianças.

 Até o dia em que um anjo passou por mim! Meu anjo veio na forma de uma criança já com 11 anos, calejada por dois longos anos de tratamentos diversos, manipulações, injeções e todos os desconfortos trazidos pelos programas de químicos e radioterapias. Mas nunca vi o pequeno anjo fraquejar. Vi-a chorar muitas vezes; também vi medo em seus olhinhos; porém, isso é humano!

 Um dia, cheguei ao hospital cedinho e encontrei meu anjo sozinho no quarto. Perguntei pela mãe. A resposta que recebi, ainda hoje, não consigo contar sem vivenciar profunda emoção.

 — Tio, — disse-me ela — às vezes minha mãe sai do quarto para chorar escondido nos corredores... Quando eu morrer, acho que ela vai ficar com muita saudade. Mas, eu não tenho medo de morrer, tio. Eu não nasci para esta vida!

 Indaguei:
 — E o que morte representa para você, minha querida?
 — Olha tio, quando a gente é pequena, às vezes, vamos dormir na cama do nosso pai e, no outro dia, acordamos em nossa própria cama, não é? (Lembrei das minhas filhas, na época crianças de 6 e 2 anos, com elas, eu procedia exatamente assim.)
 — É isso mesmo.
 — Um dia eu vou dormir e o meu Pai vem me buscar. Vou acordar na casa Dele, na minha vida verdadeira!

 Fiquei "entupigaitado", não sabia o que dizer. Chocado com a maturidade com que o sofrimento acelerou, a visão e a espiritualidade daquela criança.
 — E minha mãe vai ficar com saudades — emendou ela.

 Emocionado, contendo uma lágrima e um soluço, perguntei:
 — E o que saudade significa para você, minha querida?
 — Saudade é o amor que fica!

 Hoje, aos 53 anos de idade, desafio qualquer um a dar uma definição melhor, mais direta e simples para a palavra saudade: é o amor que fica!
[...]
 ( Artigo do Dr. Rogério Brandão- Médico oncologista)

"Saudade é o amor que fica!"
Achei isso tão cheio de verdade! Tão bonito!
Sem mais palavras...


Obrigada a todos pela companhia.


Abraços.


13 comentários:

  1. Amiga esse texto me emocionou, por uns instantes fechei meus olhos e imaginei essa garota falando....é bom mesmo refletir para sentir o que é triste....gostei apesar de chorar ao ler

    Abraços com carinho

    └──●► ¸.·*´¨) ¸.·*Rita!!

    ResponderExcluir
  2. Realmente Lu, é algo muito lindo, muito tocante e emocionante...
    Quando a pureza e sabedoria de uma criança emana tão belas palavras e sentimentos...

    Realmente tocante.

    Abraço...

    ResponderExcluir
  3. Lu, já conhecia o texto e ele realmente é emocionante. Boa semana.

    ResponderExcluir
  4. Oi Lu
    Puts, você me fez chorar, eu pareço durona, mas sou uma manteiga derretida.
    Ah! Meu Deus! Penso cá com meus botões: muitas pessoas sadias, que querem ver seus "amigos" se afundarem num mar de lama, enquanto poderiam fazer uma visita nesses lugares, quem sabe a soberba cairia, fazendo nascer no coração o amor ao próximo.
    Lindo e ao mesmo tempo triste
    Fiquei muito emocionada.
    Obrigada pelos carinhos dos seus comentários.
    Beijos
    Lua Singular

    ResponderExcluir
  5. @Dorli

    Pois é, voce tem toda razão...

    E sabe, eu tambem sou muito sensivel! Eu adoro argumentar alguns textos, temas... E neste eu queria muito, mas a emoçao foi tao forte que nao me deixou...O que falei no final foi o que consegui. É mesmo lindo e triste ao mesmo tempo!

    Obrigada eu, amiga!

    ---------------------------------

    Muito obrigada a todos pelos comentarios sempre tão pertinentes aos textos, o que me deixa muito feliz!

    Forte abraço e uma linda semana de paz a todos!

    ResponderExcluir
  6. Ola querida LU,è um texto que toca fundo em nossos corações;muito bem escolhido.Meu carinhoso abraço.SU

    ResponderExcluir
  7. Um emocionante depoimento. Admiro os médicos que demonstram sua sensibilidade e que se dedicam, verdadeiramente, aos pacientes. Bjs.

    ResponderExcluir
  8. olá

    Quando a alma tem fome de beleza,
    chegar aqui,
    sentir as palavras e o seu perfume,
    é encontrar o doce alimento da
    alegria...
    Alimento que me renova as energias,
    quando muito já silenciou pelos caminhos...

    A amizade é o alimento da esperança.

    ResponderExcluir
  9. @ALUISIO CAVALCANTE JR

    Olá amigo!

    Seja muito bem-vindo nesta casa e sinta-se a vontade pra voltar.
    Muito obrigada pelas doces palavras.

    Já ja vou visitá-lo!

    Abraços.

    ResponderExcluir
  10. OI LU!
    NOSSA!
    LINDO DEPOIMENTO, DE EMOCIONAR MESMO.
    ABRÇS
    http://zilanicelia.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  11. Lu

    Saudade é o que fica, é verdade e eu fiquei muito emocionado ao ler e reler a crónica.
    Obrigado pela visita.

    Beijos

    ResponderExcluir
  12. Boa tarde querida Lu, tudo bem ? Esse depoimento é de emocionar e tocar no coração de qualquer pessoa. Uns anos atrás, eu li um livro chamado "Quem ama não adoece" do Dr. Marco Aurélio Dias, e ele frisava historias como essa. As pessoas deveriam visitar ambientes como esse (assim como eu visitei um orfanato, e me emocionei) e se voltar para valores que se perdem em nossa passagem aqui na terra, como: humildade, respeito e amar incondicionalmente.

    "Saudade é o amor que fica!", que lindo isso. Deixou o moreno aqui até mais gago !

    Beijão bem grande menina linda, do soriso lindo !

    Dan.
    http://gagopoetico.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  13. Daniel meu querido!
    Tudo bem, melhor agora te vendo por aqui.

    Concordo com vc. Eu li o seu poema em homenagem ao órfao, onde vc fala de sua emocionante visita.
    Como eu disse la, sempre que posso visito tambem, pois devemos ver de perto a realidade deles pra nos conscientizar melhor e dar mais valor ao proximo, sobretudo ama-lo incondicionalmente!
    Quem ama, tambem é mais feliz, né!

    Um beijo, doce menino e muito obrigada pelo doce carinho!

    ResponderExcluir

Seja bem-vindo. Aqui você vai encontrar um pouco de acidez, mas tem um pouco de doçura também, como a vida. Fique a vontade para deixar o seu comentário atitude. Logo após a leitura, o mesmo será publicado.
Muito obrigada pela visita e volte o quanto desejar.
Abraços carinhosos!

Lu Nogfer (Administradora)
Contato: lu.nogfer@hotmail.com