19 de out de 2016

O Amor Inteligente

"Nada é tão belo quanto cultivar relações saudáveis e nada é mais deprimente que construir relações doentes. Não há soluções mágicas, é necessário educar a emoção, equipar o intelecto.
(...)
Precisamos conhecer os papéis do Eu, que representa a capacidade de escolha. Entre esses papéis, o de ser autor da própria história, um protetor do psiquismo, um jardineiro do território da emoção,  um plantador de janelas light na memória de quem ama.

Brigar, gritar, impor ideias, nem de longe significa ter um Eu forte, mas sim frágil. Falar o que vem à mente, dizer sempre a verdade, nem sempre é a expressão de um Eu maduro, mas sim, de quem não tem autocontrole.  Um Eu forte e maduro aquieta sua ansiedade, protege quem ama, pede desculpas sem medo, aponta primeiro o dedo para si antes de falar dos erros do outro, repensa a sua história, exige menos e se doa mais, não tem a necessidade neurótica de mudar quem está a seu redor. Conhece portanto todas as letras do alfabeto do amor inteligente."

 -Augusto Cury

26 de set de 2016

Pense Positivamente...

É tão bom levantar de manhã com bons pensamentos e preparar a pauta do dia com um sorriso no rosto!
Olhar à nossa volta com uma doce simplicidade, sentindo-nos gratos pelo o que, por natureza, temos.  E darmos graças também pelo o que, por esforço, temos conquistado dias após dias. E não importa se tudo o que conseguimos tem sido sentado numa confortável cadeira de escritório acessando a tecnologia com suas modernidades ou  debaixo de sol, chuvas e ventanias... Tudo isto, são bênçãos colhidas. Sejamos gratos.

Não sejamos negativos, pois os maus pensamentos não atraem coisas boas para dentro de nossas vidas.
 Acertou em cheio,  o grande Dalai Lama, quando disse que "determinação, coragem e autoconfiança são fatores decisivos para o sucesso. Não importa quais sejam os obstáculos e as dificuldades."  Então, para quê  dificultarmos as coisas, olhando  para os obstáculos com lente de aumento? Deste modo, parecerão muito maiores do que são.

Um ótimo exercício para praticarmos já pela manhã, é imitarmos o assobiar dos pássaros e aprendermos com eles que não há dias ruins para entoar um canto de alegria, convidando-a a permanecer em nosso cotidiano.

Bom mesmo, é sermos capacitados para desejar que tenhamos o suficiente para dias infindáveis de paz e amor. Ah, como é bom ter a paz e o amor administrando os nossos dias!  As demais coisas, estas certamente virão por consequência do que somos, aprendemos e praticamos.
Todas as sementes de hoje, serão os frutos de amanhã.

-Lu Nogfer


22 de set de 2016

Primavera

Olha só que coisa mais bela
É ela, pra vida se abrindo
Sempre chega perfumada
Pra receber as boas vindas.

Chega com simplicidade
Colorindo os jardins
Trazendo mais vitalidade
Aos dias primaveris.

E daí, se há nuvens chuvosas
Ou se o sol intenso, brilha(?)
Ela chega alegre e prosa
E a todos, contamina.

Até os rudes semblantes
Se tornam bem mais sutis
E quem já é sorridente
Ela deixa mais feliz.

As flores que desabrocham
Alegram os colibris
E as pessoas agradecem
Sempre pedindo bis

(Lu Nogfer)


"Deixe a vida fazer com você o que a primavera faz com as flores." (Pablo Neruda)

Ou melhor: deixe-se florir...

Uma linda primavera a todos!

21 de jun de 2016

Unhas, Dentes e Canivetes.

Alguém já disse que "o que põe o mundo em movimento é a interação das diferenças, suas atrações e repulsões...Sábias palavras. E, para manter esta pluralidade, precisamos constantemente de paz. Mas o mundo anda demasiadamente escasso de paz! Em cada canto que se vá, há uma farta desavença. Sem contar as vidas que são tiradas com as próprias mãos. Às vezes, por motivos tão fúteis...

Um dia desses, presenciei... Não. Na verdade não presenciei. Estava um pouco distante, porém soube detalhadamente o ocorrido: um confronto entre torcidas organizadas que de tão terrível,  acabou em sangramento.

Desta feita, fico eu analisando a tamanha rivalidade entre as torcidas a qual acredito que seja muito maior que a rivalidade entre os times. Vivem numa verdadeira guerra! E pelo o que se percebe, alguns torcedores, não saem de casa com intenção apenas, de prestigiarem o time do coração.  Já saem com o único intuito de ferir alguém na pura covardia...
Se bem, que assistimos- não com tanta frequência- a violência, também, entre os jogadores em campo. O que é ridículo, porém, dependendo da situação, até entendemos. Mas entre as torcidas, é de fato um absurdo tanta violência!

A verdade única é que enquanto as torcidas se matam em desespero e acima de tudo, no desrespeito entre as mesmas, esquecendo até de se divertirem,  os jogadores (generalizando mesmo) trocam a camisa fácil, fácil... Não, não deve ser tão fácil... É que a bufunfa que os oferecem nesta troca é bem alta, diga-se de passagem. E a vida para eles está tão difícil! Oh,  e como está!

Acordem, torcidas! Se desarmem! Vamos aproveitar o momento de descontração para brincar mais, sorrir mais e para amar mais ao próximo. Como muito bem refletiu o escritor russo Leon Tolstoi, "só há uma coisa neste mundo, à qual vale a pena dedicar toda a sua vida. É a criação de mais amor entre os povos e a destruição das barreiras que existem entre elas."

(Lu Nogfer)