27 de mar de 2011

Net x Book





Eram dois jovens ainda adolescentes. Irmãos gêmeos idênticos...
Difícil saber quem era quem de tão parecidos! Entretanto tinham jeito e hábitos diferentes.


Um morava com o pai em um lugar retirado.



O outro morava com a mãe no centro da cidade...


Passaram a infância inteira um longe do outro. Os garotos mal se conheciam! 
Um dia, por intermédio do pai, resolveram passar as férias juntos, na casa da mãe.

Quase não conversavam. Não tinham muitos assuntos em comum. Estavam sempre cada um na sua...

Um gostava de ler livros. Carregava sempre uma mochila cheia de pequenos livros!

Ele gostava de ler historias e estórias. Mergulhava dentro dos contos . Viajava no auge do prazer de ler

Ele tinha cheiro de mato. Carregava em seus pequenos olhos, um ar de menino romântico e calmo.

O outro, era mais agitado. Gostava de surfar pela Internet dia e noite! Navegava ao dia e também pelas altas madrugadas
Um ar de mistério e curiosidade, carregava em seus altivos e negros olhos.

Um dia resolveram ter uma boa conversa por pura curiosidade de saber algo um do outro.

Menino da cidade: (Direto ao assunto)

-O que você lê tanto nesses pequenos livros sem graça? Será que nunca se cansa disso?

Menino do interior: (Determinadamente)

-Não, não. Termino de ler um conto e inicio logo outro. As histórias são interessantes do inicio ao fim.
Mas e você? Nunca vejo a hora que vai dormir. Se é que você dorme! Já deve estar com calos nos dedos de tanto ler esse seu livro esquisito... O que tem de tão interessante nisso?

Menino da cidade:

-Cada dia descubro algo diferente nas minhas viagens pela Internet. São infinitas coisas que descubro. Aqui também tem boas leituras, sabia?
Ah !E se chama notebook...(Com ar de ironia)

Menino do interior:
-Ah ta. Desculpe...
Então me conte sobre o que leu ontem, nesseee...

Menino da cidade interrompe:
-Como assim? Não sei o que foi mais que li. Uma pagina puxa a outra e nem sempre me lembro de salvar nada. 

Menino do interior:
-Ãhm!?Salvar...?
Se quiser eu posso te emprestar um livro pra variar a leitura...
Se esquecer o que leu, é só voltar a página e se quiser continuar e só virar a próxima...

Menino da cidade:
-Ok!Eu sei como funciona os livros!
Pode ser... Mas antes, vou te ensinar a jogar um game maneiro no meu note, topa?



E assim, num aperto de mão, os irmão se tornaram amigos e ficaram combinados de sempre passarem as férias juntos, lendo livros e notebooks entre outras diversões!

(Lu Nogfer)


Este texto foi baseado numa historia real.
Gostei do que me contaram a respeito desses garotos, então resolvi escrever um pequeno conto focando apenas o que achei mais interessante: a diferença de hábitos com relação à leitura e a união final dos dois.

Para tudo deve haver uma certa dosagem! Devemos sim, nos conectar ao mundo do menino da cidade. (O mundo da Internet é espetacular!) Entretanto, devemos seguir também o exemplo do menino do interior. É sempre bom resgatar o velho habito de ler livros reais. Aqueles, que com o tempo as páginas ficam amareladas, mas nunca perdem a magia das histórias que contém...


6 comentários:

  1. Olá Lu!
    Também concordo!
    Atitude simples sempre tem algo de especial, justamente por ser simples!
    Boa semana!
    Aline.

    ResponderExcluir
  2. Povo habituado a ler progride mais porque aprende escolher os seus governantes. Muito bom por aqui! Bj

    ResponderExcluir
  3. Gostei do conto!
    Sou suspeita pra falar de livros pois sou viciada em leitura...
    Acho que deve sim ter um equilibrio entre as duas coisas, eu por exemplo aproveito as duas coisas intensamente rsrsrs

    ResponderExcluir
  4. Achei legal essa campanha dos desaparecidos e coloquei no meu tb!

    ResponderExcluir
  5. Boa tarde! Gosto da frase "comentário de pura atitude".
    Obrigada por ter-me encontrado neste meu outro cantinho, um duplicado do meu www.marialetra.com, ou vice versa. A ordem dos dois é arbitrária.
    Este texto tem como tema uma realidade que deveria ser vista com muita atenção, por parte de quem tem a difícil, mas honrosa, missão de educar: Criar novos hábitos, quando os existentes começam a instalar-se como se a mente de quem os tem fosse sua propriedade.
    Um abraço.

    ResponderExcluir
  6. Ah Lu, muito legal essa união de leituras que colocou aí...mas cá entre nós, ler um livro "real" é demais né?

    Adoro ler e sem sombra de dúvida, sou mais o menino do mato...

    Saudades daqui, aliás to mais lá do que cá, hehehe....beijo

    ResponderExcluir

Seja bem-vindo. Aqui você vai encontrar um pouco de acidez, mas tem um pouco de doçura também, como a vida. Fique a vontade para deixar o seu comentário atitude. Logo após a leitura, o mesmo será publicado.
Muito obrigada pela visita e volte o quanto desejar.
Abraços carinhosos!

Lu Nogfer (Administradora)
Contato: lu.nogfer@hotmail.com