29 de jan de 2011

Sobre Bullying...


O que é isso?

Porque isso ocorre?



Há um tempo atrás, tive um aluno na idade pré-adolescente, que quando passou a reforçar seus estudos comigo, ele era um menino educado, tranquilo, estudioso... Entretanto, ele tinha complexo de inferioridade por ser um pouco mais gordinho que os outros. Eu sempre procurava aumentar sua auto-estima, dizendo que ele não era pior do que ninguém por causa disso, e freqüentemente o elogiava. (A principio, acho que é o que se deve fazer para ajudar uma pessoa em qualquer faixa etária, que se sente assim.Mas esse é um outro assunto...)

Bem,depois de um tempo, notei que o menino começou a mudar de comportamento, passando a ficar agressivo com os colegas e desinteressado pelas atividades que antes gostava.
Eu jamais poderia fechar os olhos e fingir não perceber o que estava acontecendo. Até porque eu sabia que aquele comportamento repentino não era natural dele. Então chamei a sua mãe e conversamos seriamente sobre a mudança. Não para que ela tomasse uma atitude drástica com o filho, piorando ainda mais a situação, mas para que ela conversasse com ele e principalmente observasse como estava sendo o seu dia a dia na escola ou em outros lugares que ele frequentava! E para surpresa dela,(não para mim) o menino estava sofrendo a tal maldição do bullying na escola.
Ela tomou as providências necessárias e com muito trabalho e descaso de autoridades, ainda assim as coisas foram resolvidas.

Através do toque que dei, ela pode descobrir, antes que maiores estragos fossem feitos ao menino. E mesmo assim, ele ficou muitos dias, sem querer sair para qualquer lugar que fosse!

Sabemos que toda criança/adolescente, que passa por isso, fica marcado pelo constrangimento, pelo medo...E demora muito a voltar às suas atividades normais.
Hoje, passado um bom tempo, ele precisa estar fazendo sempre um acompanhamento psicológico para seguir sua vida normal. Foi o que sua mãe me informou, um dia desses num encontro por acaso.

Eu não tenho filhos mas eu fico imaginando como deve ser terrível saber que o filho precisa frequentar a escola,(lugar onde mais ocorre)e que esta sujeito a qualquer momento, sofrer agressões físicas, morais e psicológicas de pessoas com atitudes loucas, que por alguns, tais atitudes são consideradas normais para a idade.

É inadmissível que se ache normal, adolescentes usarem a violência para melhorar seu status social. Não sei aonde isso vai parar se não for tomada uma providência concreta por parte gorvernamentais. Pois toda vez que é dada ênfase em determinado caso, fala-se muito em segurança nas escolas mas a coisa continua acontecendo e crescendo de forma assustadora e sem nenhuma segurança.
Se os adolescentes que cometem tais barbaridades, tem problemas psicológicos ou sofrem de sei lá o quê, que culpa tem os outros para pagar tal preço? O que não pode, é que o "magrinho", o "gordinho"(ou sei la mais quais causas, os bullies convardemente acham de vitimar um colega), continuem correndo sérios riscos ao frequentar a escola ou outro lugar para ter sua vida social normal.

Eu fico revoltada com um problema que deveria ser levado a sério mas é tratado com descaso. Pelo menos e o que eu tenho percebido por aí.

Então deixo aqui um alerta aos pais que fiquem de olho em seu filho.
Se ele esta desinteressado pelo que fazia antes e fica arranjando mil desculpas para não ir à escola, antes de qualquer coisa, veja o que esta acontecendo com ele. Ele pode estar sendo vítima do bullying. Geralmente eles escondem por serem ameaçados e amedrontados pelos bullies.

E aos professores, que ajudem observando mudanças de comportamento em seus alunos, alertando assim aos pais para que algo possa ser feito imediatamente.

No mais, vamos ajudar nessa causa que é de todos!
Campanha Stop Bullying


Abraços!

Lu Nogfer

7 comentários:

  1. OI, QUERIDA LU
    Cada vez mais o fato se agrava e não podemos nos descuidar... moro em frente a um coleégio enorme... tenho visto coisa de assustar...
    Bjs de paz e excelente fim de semana.

    ResponderExcluir
  2. Esta coisa é muito chato mesmo e devemos ficar atentos tanto como pais e como professores. e è complicado e esta epoca que é o retorno das aulas é mais frequente a açao deste tipo de exposiçao.

    boa atitude, e um otimo tema pra levar a tona esta tematica.

    abraço

    ResponderExcluir
  3. Olá Lú!
    Ótima sua postagem, e de fato isso é ainda mais corriqueiro do que imaginamos... É muito importante observar as mudanças que podem ocorrer com o Filho(a) estar atento, ao que se pensava ser extinto quando na verdade é apenas encoberto.

    Uma campanha que dever-se ia estar mais presente nas escolas ou mesmo faculdades!

    Beijos e parabéns pelo post!

    ResponderExcluir
  4. Olá Lu,
    Gelo com este flagelo gigante.
    A sua atitude é genial, obrigado por este gesto.
    O nosso quotidiano está minado, temos q sensibilizar, alertar os educadores, os pais,... q seus/nossos filhos podem ser vítimas de "BULLYING" agressões fisicas e psicologicas q podem ser fatais.
    Um FELIZ dia, bjs em seu coração.

    ResponderExcluir
  5. É fundamentar unir esforços, combater estas práticas e criar um sistema de informação em conformidade
    Um beijinho

    ResponderExcluir
  6. Oi Lu, demorei, mas voltei pra cá...
    Olha, muito bom esse assunto, quer dizer, esse alerta, sei que alguns blogueiros já postaram sobre isso.
    É um problema muito grave, é tratado com descaso como vc disse, as vítimas se calam na maioria das vezes, pelo medo, pela vergonha, enfim, por motivos que só quem sofre sabe.
    Não sou blogueira, assim como muitos que passam pelos blogs para apreciar as postagens, por curiosidade, ou por amar esses espaços cheio de coisas boas.
    Como tbm a maioria dos visitantes, seguidores, acredito que sejam blogueiros, ta aí um assunto que deveria ser divulgado por todos, principalmente por ser início de ano, as aulas começando e qualquer alerta a respeito seria de grande valia, pois muitas, senão a maioria das pessoas são leigas no assunto.
    Lu, não sei como serei interpretada pelos demais blogueiros (é claro que cada um sabe o que postar e n precisa de um palpite meu), mas é apenas uma opinião pessoal a respeito dessa divulgação, campanha, alerta...
    Parabéns pela sua atitude, tenha certeza que através dessa postagem, ajudou muita gente.
    Um beijo linda amiga.

    ResponderExcluir
  7. Pensei que eu ja tinha comentado aqui.Ando meio louca kkkkkkk

    Excelente post amiga.
    Nem vou contar a historia do meu sobrinho aqui pq vc ja conhece ne Lu?Mas que isso acaba com a moral de um jovem,é sem duvidas.A situaçao é de inojar

    Eu concordo com a Luiza.
    Sao atitudes como a sua que ajudam a muitos que estao passando por isso sem saber o que fazer.
    É preciso mesmo falar mais,divulgar os metodos de ajuda com vc fez aqui!
    Parabens pela atitude!
    E vc como sempre tao solidaria!


    Beijos amiguinha linda

    ResponderExcluir

Seja bem-vindo. Aqui você vai encontrar um pouco de acidez, mas tem um pouco de doçura também, como a vida. Fique a vontade para deixar o seu comentário atitude. Logo após a leitura, o mesmo será publicado.
Muito obrigada pela visita e volte o quanto desejar.
Abraços carinhosos!

Lu Nogfer (Administradora)
Contato: lu.nogfer@hotmail.com