21 de mai de 2010

Contemplação


Surtei foi de fascínio.

Foi de ver os lábios ressecados serem banhados pela água do copo,
Num simples gesto de secura.
E de, em seguida, esquadrinhar a geografia do sorriso minado.
Foi de engolir a seco o até logo,
Ainda que melindrando a partida.
E também de ter presenciado os olhos aguarem por dor de amor,
De saudade.
E de como negou se entregar a esse desfecho,
Temendo não mais voltar do abismo que ele oferecia.

Surtei foi de vontades.

De alisar-lhe a face com as costas da minha mão vazia.
Que nelas houvesse o mapa que desse no carinho que necessitava.
Que o gesto fosse de riqueza apaziguadora,
E que do abraço vertesse essa poesia que jamais consegui decifrar:
Compartilhamento.
E o tempo fosse embalado pelos bons ventos.
Que chovesse girassóis.
Que dessem frutos no jardim.
Que avermelhasse de pôr-do-sol esse dia.

Surtei também de tristeza.

De parecer infinito e sem brandura esse caminho.
Por ter no bojo da minha alma a fadiga aninhada.
De temer o começo do fim dessa benquerença de intensidade que sei...
Dará em saudade que jamais partirá.
E de velar a realidade na crueza das restrições.

Surtei de esperança.

Porque não há como negar a beleza do abrir os olhos.
O gosto de tomar café quente em dia frio.
As gargalhadas dos amigos, depois de contarmos uma piada sem graça.
E porque me volta,
E sempre,
A lembrança de como fala tão manso,
Como se entoasse uma canção que, ainda que repetida,
Soaria inédita.

Uma canção de afetos

(Carla Dias)
www.carladias.com

"...Benditos sao os poetas que sempre dizem em poesia
O que alguem quis dizer um dia!"

Lu Nogfer

7 comentários:

  1. É verdade minha amiga:bendito sao os poetas...
    Parece ate que fui eu quem escreveu esse texto.rs

    Eu ja conhecia a Carla Dias mas esse poema ainda nao.Lindo lindo!Surto pra mim nao é loucura como pra muita gente.Surto pra mim é grande intensidade do momento seja ele de dor ou de felicidade.
    Eu costumo dizer:surtei de tanta alegria!
    É assim que vivem as pessoas intensas.Horas surtos de alegria,horas surtos tristes e é assim que sao felizes.

    Obrigada por este post lindo!Como é bom te ler.
    Nao consegui comntar no seu blog pessoal mas vou tentar de novo

    Beijocas

    ResponderExcluir
  2. Benditos são poetas.

    Perfeita postagem Lu, adorei!

    Beijos!

    ResponderExcluir
  3. Poesia linda

    Gostei do blog,parabens

    ResponderExcluir
  4. Muito bom, bendita seja a Carla Dias que tao bem expressou as coisas por aqui, e tao bem entende este emaranhado de sentimento que permeia a vida de homem.

    otimo post Lu, vc como sempre acertando em cheio.

    ResponderExcluir
  5. Que lindo poema hem?
    Eu "surtei" foi de felicidade por poder ter os benditos poetas e a adoração por poesia.
    Eu não lembro se já conhecia Carla Dias, faço uma bagunça com nomes, mas vou procurar mais...
    Beijo Lu, vc me deixa doida com tanta coisa linda...

    ResponderExcluir
  6. Voce é uma poetisa.
    Eu só digo que surto todos os dias. Mas não devia!
    com carinho Monica

    ResponderExcluir
  7. Lu,
    Pela nova estrada
    Quero caminhar
    Onde vou passear
    Abrir vovo horizonte
    Pela nova estrada
    Quero sonhos de encantar
    Pela estrada fora
    Germinam lindas flores
    Pássaros voando
    Cantam o hino do chilriar
    Pela estrada fora
    Quero prolongar FELICIDADES ...
    Tudo de bom p vc.
    Bjs

    ResponderExcluir

Seja bem-vindo. Aqui você vai encontrar um pouco de acidez, mas tem um pouco de doçura também, como a vida. Fique a vontade para deixar o seu comentário atitude. Logo após a leitura, o mesmo será publicado.
Muito obrigada pela visita e volte o quanto desejar.
Abraços carinhosos!

Lu Nogfer (Administradora)
Contato: lu.nogfer@hotmail.com